6 de out de 2008

Minha plataforma é o turismo

Lá ia eu saindo do trabalho na sexta-feira, correndo, pra variar, para pegar o fretado. O sinal fecha e eu fico preso entre uma faixa e outra. Solto um palavrão e percebo que tem um candidato panfletando ali. Está ele e um display. No display vejo que o candidato é um senhor careca, com um X de esparadrapo na boca.

O candidato olha para mim, abre um sorriso, afinal naquele momento eu era o único eleitor potencial dele ali naquela ilha entre as pistas. O único homem. Vai falar comigo e eu reconheço a figura, era o Oscar Maroni, aquele do puteiro fechado pela prefeitura.
O negócio é turismo ele disse. Eu quase complementei, "sexual?". Pena que o sinal abriu e eu não pude continuar a conversa. Devia ser no mínimo divertido. Principalmente quando ele soubesse que eu não voto em SP. E ele estava sozinho, sem seguranças, fãs ou "funcionárias"...

Ele deve ser ótimo no que faz, porque tem uma cara de ator de pornochanchada, de vilão de para ser mais exato. Bom, também daria para ser vilão num filme antigo dos Trapalhões.

Além de tudo meio barbie, sei lá se tem prótese no peitoral por exemplo.

Porém hoje vi que para a tristeza das profissionais e dos tiozinhos aficionados ele não foi eleito, recebeu somente 5804 votos. Com certeza ele não representa bem a classe, pois no ramo dele tem muito, mas muito mais gente que isso...

Dados declarados ao TRE:




Nome completo: Oscar Maroni Filho
Idade no final de 2008: 57 (ao vivo parece mais)
Escolaridade: Ensino Superior - Psicologia (deve ter percebido que o sexo cura quase todos os probelmas)
Estado civil: Casado(a) (100% profissional)
Ocupação principal declarada: Empresário (cafetão pegaria mal)
Sigla / número do partido: PT do B / 70 (que partido é esse? 70, se não der, 70 de novo...)
Coligação: Tostão Contra O Milhão (queria ter os tostões abaixo - o fato é que dá $$$)
Valor total dos bens declarados: R$76.613.063,38

ps: deixei para postar só hoje para não ferir a legislação eleitoral e principalmente para não fazer campanha involuntária...

Nenhum comentário: